segunda-feira, 2 de março de 2009

Apresentando ... O Centro Histórico Hamburgo Velho

O bairro Hamburgo Velho, de Novo Hamburgo (RS), preserva um importante conjunto histórico. Nesta série, faremos um diagnóstico do que encontramos de mais interessante no bairro, listando os principais acertos e também os problemas que impedem o seu desenvolvimento turístico e cultural.
ATENÇÃO - ESTE ARTIGO NÃO DEVE SER REPRODUZIDOS SEM AUTORIZAÇÃO EXPRESSA.

Foto mostrando o centro histórico de Hamburgo Velho nos anos 60 (foto: Brayer).

ESTE ARTIGO NÃO PODE SER REPRODUZIDO SEM AUTORIZAÇÃO EXPRESSA.
A cidade de Novo Hamburgo, no Vale do Sinos, teve sua origem no local inicialmente conhecido como Hamburgerberg. Com o advento da viação férrea, a cidade acabou se desenvolvendo um pouco mais distante da sua origem, deixando o bairro em segundo plano.
Este período de “decadência” foi importante para a preservação das características mais marcantes de Hamburgo Velho, apesar de ser responsável também pela sua desvalorização. O bairro foi tirado do cotidiano e da dinâmica da cidade, ficando cada vez mais isolado do dia-a-dia da população. Apesar de algumas poucas, porém importantes, ações isoladas em prol de sua valorização, o desprezo geral pelo centro histórico perdura até hoje.
ESTE ARTIGO NÃO PODE SER REPRODUZIDO SEM AUTORIZAÇÃO EXPRESSA.
Origem
ESTE ARTIGO NÃO PODE SER REPRODUZIDO SEM AUTORIZAÇÃO EXPRESSA.
O local teria ficado conhecido por “Hamburgerberg”, devido ao primeiro comerciante a se instalar naquela elevação ter vindo da cidade de Hamburgo, na Alemanha. O nome de “morro dos hamburguenses” (entenda-se – "morro daqueles de Hamburgo"), portanto, não tem nenhuma intenção em homenagear a cidade alemã.
ESTE ARTIGO NÃO PODE SER REPRODUZIDO SEM AUTORIZAÇÃO EXPRESSA.
A ocupação teve início em 1824, com a chegada dos imigrantes alemães. Em pouco tempo, o local já era um importante entreposto comercial, situado em posição privilegiada em relação às rotas de ligação entre as regiões. A atual Rua General Daltro Filho fazia parte do caminho que ligava São Leopoldo à estrada da Serra (passando por Campo Bom, Leonorhoff (Sapiranga), Taquara e demais colônias), e a atual Rua Marquês de Souza, fazia a ligação com Baumschneis (atual Dois Irmãos) e demais colônias. No ponto de convergência destes dois caminhos, encontrava-se uma importante casa comercial, construção enxaimel ainda existente e onde hoje encontramos o Museu Comunitário Casa Schimitt-Presser.
ESTE ARTIGO NÃO PODE SER REPRODUZIDO SEM AUTORIZAÇÃO EXPRESSA.

Museu Comunitário Casa Schimitt-Presser, importante ponto de referência histórica tombado pelo IPHAN, e Fundação Scheffel em segundo plano (foto: Elis Regina Berndt).
ESTE ARTIGO NÃO PODE SER REPRODUZIDO SEM AUTORIZAÇÃO EXPRESSA.
O advento da viação ferroviária viria mudar esse quadro. Por falta de recursos, a The Porto Alegre and New Hamburg Brazilian Railway inaugurou a primeira estação a alguns quilômetros de distância do núcleo Hamburgerberg. Foi o impulso para o desenvolvimento do município naquela direção, levando o comércio e desenvolvimento ao local que seria batizado de “New Hamburg” pelos ingleses da empresa ferroviária. Neste local, hoje encontra-se a área central da cidade, tendo antigo núcleo recebido a alcunha de “Hamburgo Velho”. A linha passaria mais tarde à administração da VFRGS e seria extendida até Canela.
ESTE ARTIGO NÃO PODE SER REPRODUZIDO SEM AUTORIZAÇÃO EXPRESSA.

Vista da Rua General Daltro Filho, no centro histórico (foto: Jorge Luís Stocker Jr.).

ESTE ARTIGO NÃO PODE SER REPRODUZIDO SEM AUTORIZAÇÃO EXPRESSA.
Com o objetivo de valorizar este importante centro histórico, estaremos apresentando nas próximas atualizações os atrativos que o bairro tem a oferecer aos seus visitantes e população hoje, apontando também seus principais problemas. Pretendemos assim aumentar a quantidade de informações a respeito do bairro existentes hoje na internet – que ainda é bastante modesta – e fomentar a discussão a respeito de ações que devem ser feitas para que o bairro seja reintegrado a vida cultural da população em geral.
ESTE ARTIGO NÃO PODE SER REPRODUZIDO SEM AUTORIZAÇÃO EXPRESSA.
Texto: Jorge Luís Stocker Jr.

ATENÇÃO -ATENÇÃO - ESTE ARTIGO NÃO DEVE SER REPRODUZIDOS SEM AUTORIZAÇÃO EXPRESSA.

Veja também:
- "Novo Hamburgo", de Leopoldo Petry [livro - fora de catálogo] - Monografia sobre Novo Hamburgo. Apesar de em alguns aspectos desatualizada, é a obra mais importante já publicada sobre a cidade. Serviu de referência para alguns dados deste artigo.

- Informações sobre a Estação Ferroviária New Hamburg e Hamburgo-Berg.

- Fotos de Novo Hamburgo no Flickr [1] [2]

- Novo Hamburgo no fórum SkyscraperCity.

- A cidade no Panorâmio.

7 comentários:

  1. Báh Jorge... parabéns pra ti e para a Elis pela iniciativa do blog!! É sempre um prazer ver as belas imagens de nosso Estado que vocês capturam por ai, complementadas com maestria pelos textos encharcados de dados e contextos históricos.
    estrelinhas coloridas pra vocês...

    ResponderExcluir
  2. Olá gente boa!
    Maravilha mostrar Hamburgo Velho (onde nasci).
    Tenho uma foto aérea do mesmo lugar desta aí do Breyer, feita em 2005. Tenho outras também, no meu site www.bauderecordacoes.com.br
    Interessa para vocês?
    Grande abraço

    Gilberto R. Winter

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela iniciativa Jorge e Elis.

    Fiz meu TCC, em hamburgo velho, onde propus um centro cultural com salas de cinema, cafés, espaço para o atelier livre municipal enfim. Todo o programa foi montado através de uma pesquisa que fiz com 160 pessoas.

    As respostas (como já previa) foram dizendo o que qq um quando passa nota. Iluminação precária, calçamento péssimo, sem ambientes de estar, sem casa de chás,sem barzinhos, sem restaurantes...
    Porém o dado de coletei que mais me surpreendeu foi que 100% dos entrevistados acham HV(centro histórico) importante para a cidade,mas apenas 1% frequenta o local!!!!!

    Se tiverem interesse, posso mostrar meu trabalho, pesquisei muita coisa. Até tenho muito material digital para postar.

    Vamos fazer uma torcida, para que essa iniciativa, consiga se materializar em melhorias para HV. Ideias nos temos, falta o interesse público e privado para transformar a região.

    Abraços
    Arq. Laís Corteletti

    ResponderExcluir
  4. Camila Hugentobler15 de junho de 2012 17:57

    Olá, Jorge! Sou jornalista e gostaria de pedir autorização de usar seu texto como base em um material que estou montando. Por favor, envie um email para camila.hug@odiario.net

    ResponderExcluir
  5. jorje estou muito comtemte com o seu trabalho....

    ResponderExcluir
  6. estou maravilhado com o seu trabalho....

    ResponderExcluir
  7. oiii,parabems pelo seu trabalho

    ResponderExcluir

Atenção: nos reservamos o direito de não aprovar comentários agressivos, difamatórios ou anônimos.

OS COMENTÁRIOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES E NÃO EXPRESSAM O POSICIONAMENTO DO DZEITRS